Futura Escola Náutica de Angola Procura O.M.M. para dar aulas. Concorre e divulga!

O “Angolan Maritime Training Centre”, recruta um director e 75 instrutores e professores para integrarem o primeiro corpo docente deste organismo, que abre portas em Julho de 2012.

A elaboração e execução do projecto, bem como o recrutamento de técnicos náuticos especialistas, está a cargo do CITY OF GLASGOW COLLEGE.

Oficiais náuticos de Pilotagem e Máquinas Marítimas interessados, devem consultar o respectivo anúncio de oferta de emprego, onde constam todas as condições de candidatura.

Candidaturas encerram já a 31 de Dezembro de 2011.

Envia o teu CV (candidatura) até o dia 31 de Dezembro de 2011 para recruitment@cityofglasgowcollege.ac.uk.

COM CÓPIA PARA:

Richard Speight, The Vice Principal of City of Glasgow College:
Richard.Speight@cityofglasgowcollege.ac.uk

&

Mark Heater (SONANGOL):
mark.heater@sonangolshipping.com

Esta entrada foi publicada em Emprego, Geral, Notícias. ligação permanente.

4 respostas a Futura Escola Náutica de Angola Procura O.M.M. para dar aulas. Concorre e divulga!

  1. A fluent English-speaker (knowledge of Portuguese would be advantageous).
    Pela frase da “exigência” da candidatura, congratulo-me que “ainda” os conhecimentos de PORTUGUÊS sejam uma “vantagem” para dar aulas em Angola, país de língua maioritariamente “anglo-saxónica”?
    Certamente o uso novo acordo Ortográfico deverá ser uma… mais valia acrescida.

    • dmestre79 diz:

      Na verdade, as aulas serão dadas totalmente em inglês. Todos os alunos deverão por isso comprovar conhecimentos naquela língua. O dominem da língua portuguesa requerida no anúncio, é vista como um modo facilitador nos contactos e intercâmbios entre o Centro e as empresas, organismos públicos, autoridades, etc.

  2. Agradeço a explicação, já faz tempo que não “atraco” nesse país, ao qual desejo um franco progresso e estabilidade para bem de todos.
    O “domínio” da língua Portuguesa traduzido por “knowledge” é não me pareceu propositado para o país em vista.
    Só desejo sorte ao projecto e aos colegas, tenham eles a origem que tiveram, esperando não ter ferido susceptibilidades (este word ainda aceita a ex-ortografia) dos leitores.
    Como, sempre o faço, continuarei a divulgação dos assunto do site PORTALÓ, apesar da nossa Marinha Mercante, estar a descer por uma escada de “quebra-costas”.

    • dmestre79 diz:

      Obrigado por escolher fazer parte desta comunidade. Todos lamentamos o estado em que se encontra a Marinha Mercante portuguesa. No entanto, a resignação não é escolha. Se a Marinha Mercante Portuguesa afunda, outras há que emergem. O nosso elemento humano tem valor, e deve resistir. Em breve, “quem governa” compreenderá que nunca será possível construir uma estratégia para a economia do mar eficiente em Portugal, sem o sólido pilar da Marinha Mercante. Por agora, a forma de manter e actualizar o “know haw”, é a via da internacionalização.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s